ESPELHO

abril 4, 2011

 

 

 

 

 

 

 

 

olho, reolho, transolho e não sou eu mais em lugar nenhum, ainda bem, pedra sobre pedra, nada ficou do que foi, fui, a não ser um vir a ser inspirado em clavículas de focas ou desmonte de galáxias tão remotas quanto uma tribo de iguanas em galápagos

Anúncios