BOTAS SÃO CHICLETES DE MAÇÃ

 

duas senhoras inglesas tomando chá azul fosforescente / a noite está violeta / violetíssima / as duas senhoras falam da menina ruiva…/ ah… ali está a menina ruiva debruçada sobre o livro encantado / seus cabelos parecem uma cachoeira de águas vermelhas/ vertendo som na silenciosa cidade de vidro / aqueles quadros com imagens de moluscos e faunos simétricamente um ao lado do outro / sequência de luzes explosivas

 

o parque / a verde vertigem horizontal/ as patinadoras nuas e os esquiadores negros através da ardente manhã de sol / o céu azul / como azul o céu / está azul / azul / propício ao vôo-exibição de uma mariposa / que antes de estatelar-se sobre a relva de folhas / pronuncia incontáveis provérbios em sua língua seca e muda.

 

um domínio relativo sobre o tempo/ os ponteiros daquele relógio avançam e recuam / aquele relógio eu já vi num outro sonho / naquele, lembra? / naquele outro sonho / das formigas que andavam em séquitos e declamavam/ um lento mergulho nas sensações / a luz envolvendo como se fosse uma trama líquida/ a energia daquele lago atmosférico/ as rodas enferrujadas e ruidosas de um moinho / girassóis que não olham para o Sol/ girassóis que não olham..

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: