PATAGÔNIA MENTALIS

 

 

 

          Se eu fosse Deus ou que restou Dele eu diria a todos os humanos sem pestanejar : “ A vida humana é a arte da solidão e da respiração : entendam-se com seus neurônios e seus pulmões”. Seria cruel e displicente e diria mais : “Tudo está fadado ao fracasso. A vida é uma grande ilusão.” Depois de ser devidamente apedrejado ( será que alguém se atreveria a Me apedrejar ?) continuaria o meu discurso : “ A família é uma grande bobagem.”

 

É claro que depois de proferir tais palavras um arco íris de proporções descomunais cobriria todo o horizonte terráqueo. Mas ninguém veria. Como sempre.

 

Destruídas todas as certezas religiosas e científicas, eu deusinho mequetrefe ordinarinho, faria da vida humana algo tão surpreendente e libertário que até os economistas do mercado comum europeu voltariam a ver graça na vida humana. Faria com que seus dinheirinhos hiper valorizados corressem em direção à Patagônia onde fundariam empresas que teriam como parceiros “os tais pinguins antenados”.

 

É claro que os bundões capitalistas do vaticano imporiam restrições severas às negociações com os membros do clã-pinguim-extra-terrestre da Patagônia. Mas neste momento de aparente impasse eu usaria o meu poderoso crachá-deus-cristinho-vale-iluminadinho em favor dos “tais pinguins antenados” e alegaria legítima possibilidade de tudo ser possível.

 

Deus são meus pretéritos.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: