LEVITAÇÃO : LAMA FRANCÊS VENCE TORNEIO EM SHANGRI-LA

 

shangrilaskycaptain

 

(Vale da Lua Azul, Shangri-lá) Terminou ontem à meia noite, horário local ( meio-dia em Brasília) o 37º Torneio Mundial de Lamas Levitantes na capital do Reino de Shangri-lá, Vale da Lua Azul. O evento que reuniu durante quatro dias lamas de dezoito países, teve como vencedor o francês Gyatso Chöpell que, além de quebrar o recorde local de velocidade ( média de 25,5 kms/hora, a marca anterior pertencia ao lama romeno Dharma Booms, 24,8 kms/hora) e altitude ( 9.570 metros, superando o lama vietnamita Chögyal Gyatso cuja marca era de 9.550 metros), criou uma nova modalidade, a de piruetas no ar por minuto. “ Não foi intencional, fui envolvido por uma fortíssima corrente de ar e quando dei por mim, meu corpo começou a dar piruetas”, revelou o lama francês que mora em Shangri-Lá  e que este ano vai completar um século de vida.

        Shangri-Lá fica na Cordilheira Ocidental dos Himalaias, numa região conhecida por Kue-Lun, considerada a parte mais elevada da Terra. Faz divisa com o planalto do Tibete e é rodeado pela Montanha Karakal cuja altura é de 8.400 metros. Durante mais de setenta anos, o Reino foi considerado uma “peça de ficção” criada pelo escritor inglês James Hilton, em seu livro “Horizonte Perdido”, publicado em 1933. Foi sómente em 2006 que uma expedição comandada pelo explorador de mundos paralelos, o búlgaro Cristo Romanóv, conseguiu desvendar o mistério e inserir definitivamente o Reino de Shangri-Lá no mapa-mundi.

           Mas, apesar de sua existência ter sido revelada ao mundo como uma verdade inequívoca, o acesso a Shangri-Lá continua sendo difícil e restrito. Para conseguir chegar em seus domínios, o turista é obrigado a se sujeitar a uma longa fila de espera no Aeroporto Tsan Tsé, em Baskul, China. O vôo que parte deste Aeroporto em direção a Shangri-Lá , tem saídas incertas e horários indefinidos. A espera pode durar dias e até mesmo meses. A viagem de doze horas só pode ser feita por aviões bi-motores adaptados à precaríssima pista de pouso de Shangri-Lá. Uma caminhada de cinco horas, através de escarpas e aclives montanhosos, separa a pista de pouso da cidade Vale da Lua Azul, a capital do Reino.

           Os habitantes, comandados pelo adorado e misterioso Lama Superior, temem pela invasão de turistas e a conseqüente degeneração da cultura preservada de maneira secreta durante mais de cinco séculos. “ Nunca tantos estrangeiros estiveram aqui ao mesmo tempo” disse Tchang Peng, o chinês de cento e vinte e dois anos de idade responsável pela organização da trigésima sétima edição do Torneio de Lamas Levitantes e a primeira com cobertura da imprensa internacional. Apesar da sua idade avançada, Tchang aparenta ter no máximo cinqüenta anos. Perguntado onde se localiza a fonte da juventude em Shangri-Lá, ele respondeu que “ela está na prática da meditação, no excelente ar que inalamos e na felicidade contínua e moderada que habita cada cidadão de Shangri-Lá”.

            A levitação é uma prática tradicional dos lamas residentes no Monastério Karakal. Segundo estudos científicos, ela só pode se dar em situações atmosféricas semelhantes a encontradas em Shangri-Lá, onde o ar rarefeito diminui considerávelmente o peso do corpo. Mas não é bem assim que pensa o lama Gyatso, vencedor do torneio encerrado ontem à noite : “ dedicamos longos períodos de tempo ao estudo e prática da meditação levitante. Se a ciência estivesse certa estaríamos todos levitando neste momento. E não estamos…”

            Feliz com a premiação de duzentas e vinte sementes de flor de lótus dourada, o francês, que superou o favorito lama tibetano Dharpo Chözang, pretende agora dedicar-se à quebra de um outro recorde : levitar até Paris e dar duas voltas em torno da Torre Eiffel.

 

 

Anúncios

7 Responses to LEVITAÇÃO : LAMA FRANCÊS VENCE TORNEIO EM SHANGRI-LA

  1. valcemir disse:

    essa estória de levitação é uma bobagem

  2. Elias disse:

    Fala sério!Vocês são pescadores?

  3. Marky Wildstone disse:

    O Hurdy Gurdy Man mandou lembranças!

  4. ADALBERTO S. OLIVEIRA disse:

    estou facinado

  5. Kinzinho disse:

    o que vale é a cultura shangrilaniana. Muito boa por sinal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: