um monte de coisas vagas

sou o herdeiro do caos e da devastação
— = estes objetos de ouro não me pertencem
nada tenho ~nada — +
perdi-me no ciclone da noite passada —
sob o olhar complacente de alguns amigos ~ ~
(“hei man a cigarette, please!”) mergulhei no espelho de água: :
~ meu ouro ? a bondade
entre as estrelas e peixes luminosos ~ ~ ~
palavras sagradas ~ silêncio monástico
fiz da bondade minha única aliada
-minha única alegria > >
meu lugar ? o ar
fonte onde me alimento e nado: : :
peixe ~ cego ávido de luz
feto de um poeta renascido (nuvens) (~)
(~ que chatice o ego de um poeta: :
parecem os donos da Lua —
vagos herdeiros da extravagância)
walt whitman sobre ecos ~ ocos
&oando ao redor do lago onde pensamentos
palavras nascem
poe&ia — herdeira da existência —
hóspede inconvenientementeconveniente -~-
mapas de navegação ~ flutuando ~
sobre a pele do oceano – >
restos de neurônios ~levitando ~
entre gazes de uma galáxia qualquer >
são meus ~ fragmentos de deus

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: